Missa solene de São Pedro e São Paulo | Homilia dominical – Padre Alexandre Fernandes (30/06/19)

Missa solene de São Pedro e São Paulo | Homilia dominical – Padre Alexandre Fernandes (30/06/19)

Hoje, dia em que celebramos São Pedro e São Paulo, a palavra de Deus tem um único fio condutor, que é a liberdade da igreja, e um Deus que cuida de cada membro. Na primeira leitura, enquanto Pedro era mantido preso por Herodes em Jerusalém, os membros da igreja se reuniram e oraram continuamente por ele. O anjo foi na prisão e libertou Pedro, que nem estava acreditando. Olhem como Deus liberta a nível pessoal. Paulo também fala de sua libertação na carta ao jovem bispo Timóteo: “Sofri naufrágios, fui açoitado, mas combati o bom combate e fui libertado da boca do leão”. Em Salmos, rezamos “de todos os temores me livrou o Senhor”.
Se na primeira e na segunda leitura vemos que o Senhor dá liberdade à sua igreja e cuida de cada membro, no evangelho olhamos Jesus protegendo a igreja como um todo. “As forças e as portas do inferno não prevalecerão sobre a minha igreja”. Temos que tomar consciência, porque há um inimigo muito mais sério. Às vezes você está com seu esposo, sua esposa, seu amigo, vocês discutem e você pensa que isso fez com que se tornassem inimigos. Mas seu inimigo é muito maior do que a pessoa que está ao seu lado. Este inimigo se chama satanás. A palavra diabo quer dizer aquele que divide. Paulo diz que existem principados que rondam o mundo para causar divisão e que estão espalhados nas forças dos ares. Aquele que está do nosso lado não é nosso verdadeiro inimigo, às vezes é uma batalha espiritual.
Na igreja, os maiores inimigos não são os externos, mas os internos, as forças do mal. Porque os inimigos externos a gente tem a profecia, o martírio, como Pedro que foi crucificado de cabeça para baixo e Paulo decapitado. Eles venceram os inimigos externos. Mas os internos são piores, porque nos dividem, quebram a nossa fé, tiram a nossa esperança e a nossa confiança.
Hoje o importante é lembrar que nossa fé não começou em nós, vieram muitos antes de nós, e ela tem fundamentos e colunas, homens e mulheres que passaram e nos deixaram o legado da fé. Esta fé tem uma história.